FRETE GRÁTIS PARA COMPRAS ACIMA DE R$ 199 PARA TODO O BRASIL!

Clima e altitude favorecem cafés especiais na Alta Mogiana

Há algum tempo o café tem galgado e conquistado patamares mais elevados - passou de apenas commodity e ganhou status de especial. E os produtores brasileiros estão cada vez mais dedicados a essa produção.

Dados do Cecafé (Conselho dos Exportadores de Café do Brasil) apontam que os cafés com qualidade superior ou que são produzidos com práticas mais sustentáveis representaram 15% das exportações totais brasileiras do produto de janeiro a maio de 2022, com o envio de 2,513 milhões de sacas ao exterior. O preço médio desse produto foi de US$ 305,49 por saca, com receita de US$ 767,7 milhões nos cinco meses. As exportações de cafés especiais geram ao país cerca de US$ 3 bilhões por ano.

Mas o que são cafés especiais? 

Os cafés especiais se diferenciam desde a colheita. São utilizadas técnicas específicas de colheita e processamento pós-colheita para melhorar a qualidade e enquadrá-lo no quesito de especiais. Enquanto no café tradicional todos os grãos são colhidos, para os especiais é realizada a colheita seletiva, na qual são utilizados apenas os grãos maduros. Após esse processo, os grãos vão para a seca e, nesta etapa, enquanto os cafés tradicionais levam, em média, dois a três dias, os especiais ficam em média seis a sete dias. Depois o café descansa em média 30 dias.

Para garantir total qualidade, os grãos que irão para a produção dos especiais passam por máquinas que selecionam os maiores, além da seleção de cor e de quaisquer imperfeições. Então os grãos estarão prontos para a torra e é neste momento em que o especialista em café tem a função de descobrir os sabores e para qual tipo de café cada grão será destinado. Isso é definido a partir do tempo da torra. São avaliados dez atributos do café, para os quais são atribuídas notas de 0 a 10 para cada quesito. Para ser considerado especial, o café precisa ter nota acima de 80 pontos.

E você sabe quais os diferenciais dessa bebida produzida com grãos especiais? 

Ela possui sabor acentuado e marcante, sendo que o arábica produzido na Alta Mogiana tem características específicas, com sabor de chocolate e frutado. E é justamente a Alta Mogiana uma das regiões brasileiras que se destaca na produção de cafés especiais, o que é favorecido pelo seu clima e altitude que contribuem para a produção de um café privilegiado.

A trajetória dos cafés especiais brasileiros tem sido positiva ao longo dos anos. "A demanda está crescendo e com valor expressivo. Apesar dos desafios, o crescimento do mercado de cafés especiais é de cerca de 20% ao ano", afirma Flávia.

Fonte: Terra

Postagem anterior
Postagem seguinte

Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados

Fechar (esc)

Popup

Use this popup to embed a mailing list sign up form. Alternatively use it as a simple call to action with a link to a product or a page.

Age verification

By clicking enter you are verifying that you are old enough to consume alcohol.

Buscar

Carrinho

Seu carrinho está vazio no momento.
Comece a comprar